Arquivar setembro 2020

Não verás país nenhum

Miguel Enrique Stédile, historiador e integrante do Front Uma das características da política na era da financeirização é o abandono de qualquer projeto de Nação ou sentido civilizatório. Se para Marx o capitalismo do século XIX possuía, colateralmente alguma qualidade civilizatória, o capitalismo do século XXI, dirigido pela efemeridade e pela busca fugaz de lucros

Ler mais

O negro no imaginário popular gaúcho

por Maister F. da Silva, Integrante do Front. Início do século XX, fim da escravatura, um período decisivo onde assentavam-se as bases da nova República. O Estado do Rio Grande do Sul investia pesado em sua “reforma agrária” européia, em parceria com a União através do Programa de Colonização coordenado pela Diretoria de Povoamento do

Ler mais