Bem vindos ao Front

Instituto de Estudos Contemporâneos

A velha normalidade na educação

A velha normalidade na educação

Natiele Gonçalves Mesquita, educadora e integrante do Front Até 2010, 45% da população brasileira maior de 18 anos não tinha concluído o ensino fundamental [1]. Este foi o melhor cenário da educação brasileira até então.  O direito à educação pública é algo recente na nossa história. Pergunte a seus pais e avós. O acesso e

Ler mais

6 Comentários

Lucia Publicado em2:02 pm - agosto 3, 2020

Parabéns Nat, bela reflexão.
É uma pena, mas nesse país, é sempre a classe que precisa de maior atenção e mais frágil que sai perdendo.
Beijossss

    Natiele Publicado em7:07 pm - agosto 3, 2020

    Obrigada Lucia!

Larissa Brito Publicado em5:54 pm - agosto 3, 2020

Parabéns pelo artigo,muito bem escrito.
Importante reflexão que traz o paralelo entre as condições dos estudantes, mas abordando também a condição precária e sobrecarregada dos trabalhadores da educação, e como o mercado se apropria dessa nova condição pra segregar e reorganizar as oportunidades de acesso.
Novamente, parabéns pelo artigo.
Mátria Livre.

    Natiele Publicado em7:07 pm - agosto 3, 2020

    Obrigada meu cristalzinho!

Maria Eloiza Publicado em9:58 pm - agosto 3, 2020

Parabéns pela reflexão! Excelente leitura para compreendermos os mecanismos dos sistemas hegemônicos para subjugar a juventude e educadores à precariedade!

Adriane Publicado em12:03 pm - agosto 4, 2020

Parabéns pelo belíssimo texto!! Reporta com clareza a educação brasileira e o descaso pela mesma. Ou, como bem colocado a desigualdade social que está se alargando cada vez mais com as políticas excludentes que estão sendo implementadas.

Deixe uma resposta